Posted tagged ‘mídias móveis’

Arte.mov – Mostra Competitiva e a produção com mídias móveis

novembro 25, 2009

Uma câmera (ou celular , handycam, notebook, palmtop…) na mão e uma (ótima) ideia na cabeça

Dziga Vertov ficaria feliz diante das múltiplas possibilidades de “ver” o mundo oferecidas pelas mídias móveis. A mobilidade permite a produção em qualquer hora e lugar. Sendo assim, é possível captar o instantâneo e o efêmero; congelar cenas que jamais se repetiriam – e que dificilmente esperariam você montar todo o aparato tradicional de filmagem.

Além disso, as mídias móveis consentem um processo criativo espontâneo e experimental. A facilidade de gravação permite colocar em prática, rapidamente, todas as suas idéias – por mais exóticas ou toscas que sejam. Quem sabe desse processo não nasça um bom vídeo?

Provavelmente muitos dos 47 vídeos classificados para a Mostra Competitiva do 4° Arte.mov surgiram de experimentações aparentemente descabidas, mas que depois revelaram-se ótimos trabalhos (inclusive ricos técnica e plasticamente).

Espelho do cenário audiovisual brasileiro, a mostra competitiva contou com vídeos de diversos formatos, desde os que exploram o humor, como Confusão dos Infernos até os que primam pela estética, como o grande vencedor Following the light.

Diante da grande variedade formatos, temas e até mesmo de perfis das pessoas inscritas na competição, é possível pensar que as mídias móveis trazem mais um benefício. Esse seria a abertura do “mundo” da produção audiovisual, que aos poucos deixa de ser um clube fechado, já que o domínio das técnicas e a possessão dos meios audiovisuais tornam-se cada dia menos restritos à “burguesia”. E o Arte.mov mostrou-se receptivo a essa tendência. Muitos dos vídeos da Mostra Competitiva foram produzidos por iniciantes nas artes visuais, que se valeram das facilidades trazidas pelas mídias móveis para concretizar as (ótimas) idéias que tinham na cabeça.

E bons trabalhos, como o Projeção de Bolso – que recebeu menção honrosa-, são frutos de experimentações feitas por “principiantes”. Confira abaixo a entrevista com Laura Daviña e Roberta Guedes (diretoras desse audiovisual) e conheça o processo de produção do vídeo.